Sou mais Cora que Clarice

Parece que Clarice Lispector está na moda é só ver as inumeras biografias lançadas as frases de Clarice que pipocam no Facebook. Sempre gostei de Clarice, mas prefiro Cora Coralina.

Talvez por causa de sua história me identifico mais com ela. Ao cinquenta anos teve a coragem de deixar de ser a Aninha para ser Cora. Eu quero deixar de ser a Diacuy para ser a Lola, embora nao tenha nem um infinitésimo do talento de Cora.

Tenho em comum com Cora a vida pacata de dona de casa, a falta de diploma,  a vontade louca de escrever, mas ao contrário de Cora meu grande opositor sou eu mesma, nessa incapacidade que tenho de acreditar em mim. Essa poeta caipira a  Cora Coralina que todos conhecemos: aquela mulher que se descobriu poeta já bem velhinha, depois de uma vida de luta, inclusive com um casamento desastroso que ela carregou corajosamente e, só após a morte do marido, conseguiu se ver em sua enorme e verdadeira dimensão, como mulher e como poeta. ( Nao, gente nao penso em ficar viúva rsrsrs).

Escolho publicar um poema seu aqui para vcs entenderem melhor porque amo essa mulher, poeta, velha , linda, amável….

Cora Coralina escreveu esse poema quando era muito mais velha que eu. Tinha o rosto enrugado, o corpo alquebrado e maltratado pela vida, mas tinha a alma lisa e pura, apesar das pauladas que certamente levou, e tinha, ao escrever, a certeza de sua grandeza como ser humano, um coração que pulsava no ritmo da própria idade.

Cora  soube morrer amando. Exatamente como eu quero morrer, orgulhosa e valente…amando

CORA CORALINA, QUEM É VOCÊ?

Sou mulher como outra qualquer.
Venho do século passado
e trago comigo todas as idades.

Sendo eu mais doméstica do
que intelectual,
não escrevo jamais de forma
consciente e racionada, e sim
impelida por um impulso incontrolável.
Sendo assim, tenho a
consciência de ser autêntica.

Nasci para escrever, mas, o meio,
o tempo, as criaturas e fatores
outros, contra-marcaram minha vida.

Sou mais doceira e cozinheira
Do que escritora, sendo a culinária
a mais nobre de todas as Artes:
objetiva, concreta, jamais abstrata
a que está ligada à vida e
à saúde humana.

Nunca recebi estímulos familiares para ser literata.
Sempre houve na família, senão uma
hostilidade, pelo menos uma reserva determinada
a essa minha tendência inata.
Talvez, por tudo isso e muito mais,
sinta dentro de mim, no fundo dos meus
reservatórios secretos, um vago desejo de analfabetismo.
Sobrevivi, me recompondo aos
bocados, à dura compreensão dos
rígidos preconceitos do passado.

Preconceitos de classe.
Preconceitos de cor e de família.
Preconceitos econômicos.
Férreos preconceitos sociais.

A escola da vida me suplementou
as deficiências da escola primária
que outras o destino não me deu. 

Foi assim que cheguei a este livro
Sem referências a mencionar.

Nenhum primeiro prêmio.
Nenhum segundo lugar.

Nem Menção Honrosa.
Nenhuma Láurea.

Apenas a autenticidade da minha
poesia arrancada aos pedaços
do fundo da minha sensibilidade,
e este anseio:
procuro superar todos os dias
Minha própria personalidade
renovada,
despedaçando dentro de mim
tudo que é velho e morto.

Luta, a palavra vibrante
que levanta os fracos
e determina os fortes.

Quem sentirá a Vida
destas páginas…
Gerações que hão de vir
de gerações que vão nascer.

(Meu Livro de Cordel, p.73 -76, 8°ed, 1998)

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Sou mais Cora que Clarice

  1. Cora, a autentica, a verdadeira….

    Penso que quantos artistas, poetas, engenheiros ou “físico – quânticos” a humanidade deixou de aproveitar pela obscena hostilidade familiar que é imputada aos nato talentosos..

    Muito mais do que imaginamos, pois decidimos nós como adulto, a maneira de como os filhos devem ser…Nós que sequer temos vivência cultural, pais de um Brasil varonil, anencéfalo.

    Mas graças a Deus por destinar um tempo a Cora com tão lindos poemas e versos, arrancados e despedaçados da velha nova Cora.

    Isso mostra que mesmo a pessoa rotulada de “domestica” pode ainda que na velhice mudar o conceito da humanidade com a própria vida…

    Vamos, aproveite que tem força, crie…porque amamos essas pessoas poetas:
    velha, nova, meia idade, linda, feia, amável… mas que da luz ao mundo com o que escreve, que muda com amor,

    Certamente vivera amando e morrerá assim….

    Franklin

  2. Rose disse:

    Potencial Divino, e por ser Divino manifestar-se ha…mais cedo ou mais tarde….e voce Lola? Esta se preparando pra o despertar do seu potencial Divino?
    Hoje saia pra uma caminhada e tenha um conversa com a sua baixo estima…..equilibrio dos opostos…lembra?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s