Nascidos em Bordéis

Assisti um documentário (outro), que mostra a vida de crianças em Calcutá na Índia filhos de prostitutas que são criadas em Bordéis onde não há esperança para elas a não ser a prostituição e o vício, a diretora do filme dá uma câmera fotográfica a cada uma delas para que “elas vejam o mundo com seus próprios” olhos. Comovente.
Perguntou-se à um daqueles garotos por que ele gostava de fotografar a resposta me emocionou: “Gosto de fotografar por que coloco meus pensamentos nas cores.” Não precisa dizer mais nada né? Fico me perguntando como uma crianças que nunca havia visto uma máquina fotográfica antes tem tanto talento para fotografia, olhando suas fotos percebe-se que ele tem profundidade no olhar. Incrível este olhar maduro que enxerga o que ninguém viu. Quantos fotógrafos dormem em almas que não foram estimuladas? Quando a arte terá sua chance antes que o tráfico, a prostituição, os filhos a vida os traguem? Torço por eles, torço pra todos aqueles que são desacreditados, desesperançados, torço para que cada vez mais eles desenhem suas vidas com luz.

“Mas é inevitável que de cada procedimento técnico, exercido com amor e rigor, se desprenda uma poesia específica. Mais ainda no caso da fotografia, cujo vocabulário já participa da magia poética – a gelatina, a imagem latente, o pancromático – e cujas operações se assimilam naturalmente às da criação poética – a sensibilização pela luz, o banho revelador, o mistério da claridade implícita no opaco, da sombra representada pelo translúcido – ó Mallarmé*”

Carlos Drumond de Andrade

O teu olhar no meu olhar


Uma frase de Stephane Mallarmé que gosto muito: “Definir é matar, sugerir é criar”

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Nascidos em Bordéis

  1. Geoffrey Sullivan disse:

    Já tinha ouvido falar sobre esse documentário e agora com sua indicação, vou procurar assistí-lo. Presumo que não se trata da mesma coisa, mas a Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, desenvolve um trabalho semelhante para auxiliar principalmente as meninas que se encontram na prostituição, se eu não em engano, na Ìndia. O trabalho do Ministério Diante do Trono repassa parte dos seus lucros para esse trabalho. Está aí uma ótima sugestão de pesquisa…

  2. diacuy disse:

    Legal vou pesquisar sim, obrigada pela dica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s