Flores de plástico não morrem, o Sarney também não.

Não basta ser egocentrada, tem que estacionar na vaga de idosos.
Essas pessoas que estacionam em vagas preferenciais no shopping, são as mesmas que mantêm o encosto da poltrona reclinado na hora da refeição no avião ( se é que se pode chamar de refeição aquilo que é servido no avião).
Não basta ser “a popular” tem que ficar conversando em cima da esteira, enquanto eu espero ansiosamente a hora de usa-la.
Não basta ser espaçosa tem que ocupar todo espaço disponível na bancada.
Não basta ser gostosa tem que ficar desfilando pelada no vestiario todo até ter certeza que todas estão com inveja de seu corpinho. Não moça, eu não quero ver sua bunda, não me interessa conferir se sua depilação está em dia.
Pois é gente deu pra perceber que não sou nenhuma criança esperança, não amo a humanidade, tudo bem que domingo o Pastor disse em seu sermão que devemos amar o próximo, mas tem próximo que é puxado. Não amo todo mundo, apenas suporto alguns.
Sou chata? Sou, muito prazer.
Agora vamos pra prioridade do dia: Comprar tomates pra fazer salada no almoço.
Bêjo.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Flores de plástico não morrem, o Sarney também não.

  1. edna reis disse:

    Você é muito ilária,,,, as vezes é um saco fazer de um limão uma limonada não é mesmo?

  2. diacuy disse:

    Por isso que tem gente que prefere fazer uma caipirinha ao invés de limonada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s