Pediu, levou.

Existem assuntos que pedem pra serem escritos, concordam comigo? Uma série de coencidências acontecem em torno de um assunto que não dá pra fugir e vc acaba tendo que falar pra que toda aquela informação recebida que está querendo e precisando sair, cumpra o seu papel, faça o seu trajeto.
Hoje estava assistindo um DVD Linguas Vidas em Português.que aluguei em uma locadora (sim, elas ainda existem e mais raro ainda essa é das boas vc não encontra nenhum filme tipo: Velozes e Furiosos) que fala sobre a língua portuguesa, entre os diversos países, territórios lusófonos está Goa. Fica no sul da Índia cuja a costa está no oceano Índico. Lugar que amei e tenho mais que uma simpatia tenho amor mesmo por este país, queria fazer um ano sabático em Bombaim, a cidade mais cosmopolita que já visitei, esfervecente, musical, multicultural, segura (sim, apesar da pobreza que estranhamente chama atenção dos brasileiros, muito segura). Descrevo Goa neste e-mail que mandei pras amigas: 24/08/2010 Índia
Depois de Goa, eu nunca mias vou usar a palavra exotica em vao.
Arvores frutiferas que chegam at’e a praia, especimes de flores que nao conhecia, folhas coloridas que mais se parecem flores, passaros de todas as cores vivem em liberdade, os oidentais acham mais bonito passaros em gaiola, os indianos pensam diferente.
Caminhando vc sente uma explosao de aromas da vegetacao, amadeirados, citricos, doces, ve uma gama de cores, so de verde contei quase duas dezenas de nuances.
A natureza sendo gentil em todo momento.
A pousada em que fiquei, um capitulo a parte.
Uma mansao portuguesa do final de 1800, no meio de uma floresta tropical que so desiste de mostrar sua exuberancia, quando encontra o mar. Assim que cheguei me senti em uma novela de epoca do meu tempo (25 anos atraz psiuuu nao conta pra ninguem). Me senti a esposa do dono de engenho. Deu vontade colocar o Paolo no tronco e dar uma 10 chibatadas nele, so pra entrar no clima. No cafe da manha, tinha medo de encontrar o Leoncio e ele me confundir com a escrava Isaura e querer casar comigo, como eu detesto homem de bigode nao iria dar muito certo. Ah o cafe da manha! Frutas que vinham do pomar, muitas vezes vi o cozinheiro partir as frutas que para se exibir derramavam suas seivas so para que nos turistas tivessemos a certeza do seu frecor, yorgurte preparado na pousada, musli, sucos naturais de papaia, banana, manga, abacaxi. O Brasil a 500 anos atras.
Quando entrei em meu quarto tive a sensacao que o ultimo portugues a desocupar Goa, tinha acabado de apagar a luz e ir embora. Moveis antiquissimos, velas, luz indireta, lamaprina, lencois de algodao branquinhos, como as corinas o mosquiteiro, cheiro de lavanda, janelas balcao amplas, uma suite com quatro ambientes, mas nada do luxo brega destas cadeias luxuosas de hotel. O luxo era a carga historica, o privilegio de estar na floresta , no mar e naquele quarto um pedaco da europa de 500 anos atras.
Uma tv discreta, quem ousaria ligar uma tv num lugar daqueles? Pecado capital.
Musica: somente aquelas que tocam dentro da gente. Olha que eu tenho uma coletanea dentro de mim!
Comida: Pela primeira vez me senti fora da India. Peixe, muuuiiito peixe, verduras, batatas. assados no taandor. Delicia!!!!
Religiao: 50% crista (a grande maioria catolicos) 50% hinduistas. Vi muitas igrejas cristas, mas tamb’em vi a presenca hinduista forte, nos sinais pintados no rostos, nas referencias graficas, pinturas e como nao podia deixar de ser a liberdade que as vacas gozam nas principais ruas e avenidas.
A maioria dos turistas aqui sao os eco turistas, grande parte alemaes, suicos, holandeses, alguns franceses.
DE todos os lugares que visitei e carrego dentro de mim, Goa vai ter sempre um posto especial, onde o homem respeita e gosta da natureza*, o melhor da cultura portuguesa foi preservado, sem esquecer das suas raizes.
A minha alma que eh um imenso patchworck, ficou mais bonita depois do pedacinho que Goa acrescentou a ela.
Deus quando falamos da sua multiforma e graca nao temos nem ideia do que isso significa!

* Conheco gente no Brasil que corta arvores porque ela suja o quintal ou atrapalha a construcao de mais uma vaga na garagem arghhh!

Tirei muitas fotos. As fotos nem sempre conseguem captar o que explode no seu peito.

beijos grandes e felizes.

Vou ler um blog que sigo Entre mãe e filha e o assunto de hoje me fez lembrar da Índia, poderia ter me lembrado do sertão cearense, pernanbucano, piauiense, mas me lembrei da Índia. E não dá pra deixar de traçar um paralelo com a pobreza daqui e de lá.
Fiz isso aqui: 19/08/2010 Índia
O cheiro de canela esta presente no ar o tempo todo.
As mulheres cheiram, lavanda e jasmim, pois carregam estas flores em seus cabelos. Flores. Ah! como as mulheres amam as flores, ela esta presente em suas roupas, seus cabelos, em rituais religiosos, penso que isso faz da India um pais colorido e aromatico.
O cheiro de canela e curry tambem e forte por aqui. O pais dos cinco sentidos.
Ontem fiz um passeio por ruinas de uma cidade templo. A historia feita de pedras. Como a construiram? Um misterio como o das piramides.
A natureza aqui ‘e de encher os olhos, arvores frutiferas, vegetacao tropical exotica em meio as pedras. Muito lindo.
Existe tambem a parte chocante, a pobreza eu diria que eh uma pobreza diferente a que temos no Brasil. No Brasil a pobreza eh agressiva, violenta, os pobres causam compaixao e medo ao mesmo tempo. Aqui nao. Nao sei se pelo fato de serem extremamente religiosos, eles encaram a pobreza como coisas da vida, ha menos cobica, tanto que a policia aqui nao trabalha armada com armas de fogo, e sim com um bastao, bem menos assustador que aqueles cacetetes de borracha da nossa policia. Se pode andar nas ruas tranquilamente, sem medo de assaltos. Viajei de trem uma viagem intrigante, avancei geograficamente, porem regredi no tempo. Vendo toda aquela estrutura antiga e as pessoas que ainda se comportam como se estivessem no seculo XVIII me encantou. Nos trens longo percurso sao providos de beliches onde vc dorme com pessoas que vc nunca viu na vida, mas nenhum incidente libidinoso ou de furto aconteceram nos ultimos 50 anos. Os lencois , traveseiros, toalha de rosto e cobertores o f erecidos, permancem la depois da viagem, ninguem leva pra casa de “lembranca” como diriam muitos brasileiros que vejo pegar coberta de aviao como “lembranca”.Nao vi ate agora nenhum ato de delinquencia. Nenhuma pixacao, nenhuma depredacao, apesar da miseria que milhares de pessoas vivem. Isso me faz pensar que no Brasil a miseria eh humana, miseria de valores e de esperanca tambem.
Os indianos olham os ocidentais com olhar curioso e muitas vezes simpatico, eh engracado como despertamos neles o diferente, olham para nos como se fossemos marcianos. Ontem enquanto visitava um sitio arqueologico, fui parada varias vezes por turistas indianos que queriam tirar fotos comigo, e o curioso eh que muitas maes colocavam seus bebes no meu colo para que eu os tocasse, depois que me dei conta que uma das tantas crencas que existe por aqui, eh o fato de que se colocarem seus bebes no colo de uma mulher estrangeira isso traz sorte para crianca. Me senti meio Buda. No comeco eu achei simpatico esse assedio, mas depois tinha vontade de me esconder, pois ninguem quer ser zoologico ne? Meu momento Madonna.
A comida eh um capitulo a parte. Picante, sabor de especies acentuado, a grandissima maioria dos pratos eh meio cremosa, pois os molhos que acompanham os pratos sao cremosos. Aqui so como menu vegetariano, vc tem uma infinita gama de opcoes vegetariana devido ao fator religioso. O pao eh uma delicia muito parecido com o pao arabe so que dentro deste padrao existem varias opcoes de pao, alguns temperados com ervas deliciosas sao sempre assados na hora veem para mesa quentinhos.
Quando o resturante nao tem forno a lenha eles os assam em um tambor na brasa.As pessoas comem com as maos ate nos restaurantes mais chiques. Tentei um dia e era creme escorrendo nos bracos axilas, corpo o molho so parava no cos da calca. Em nenhum lugar da India vc toma bebida alcoolica nao ser nos hoteis por causa dos estrangeiros. Eles sao fieis seguidores de suas crencas.
Quando vc sai a noite nao ve jovens bebados, alias vc nao ve ninguem bebado, a nao ser nos pubs dos hoteis.
O transito eh caotico, as estradas pessimas comparo com as que cortam o interior do norte e nordeste do Brasil , porem o indice de acidentes tb eh muito pequeno se compararmos ao que temos no Brasil em feriadoes. Eu penso que pelo fato de nao beberem e dirigirem em menor velocidade que nos ajuda em muito. Conclui com o pouco que vi no transito, que brasileiro eh muito estressado, deviam aprender com os indianos a meditar mais. Olha que estou falando de um pais que quase qualquer cidade tem cinco milhoes de habitantes. Agora estou em Hyderabad em um campus de centro tecnologico o vale do silicio aqui na India. O Hotel que fica neste campus eh uma zona militar, so se entra com identificacao eletronica e so sai com ela tambem, passa por revista e raio X da sua bolsa e tudo as vezes tenho vontade de fazer uma sacanagem com esse tal de raio X, mas o Paolo me disse que seu eu for presa aqui ele me deixa e volta pro Brasil rsrsrs.
Bem, deixo vcs. Ta ficando chato ne?
Um grande beijo.
Agradeco muito a Deus por estar aqui.

Hoje ganhei do meu marido (amor) algumas roupinhas confortáveis para prática de yoga que ele comprou numa dessas lojas de artigos esportivos e me lembrei de onde? Da Índia. Do Yogues, das massagens Ayuverdicas. E dos seus Deuses. Vcs já repararam que o Buda indiano é mais magrinho e alto (ele fica em pé) que o Buda japonês que é gordinho e está sempre sentado? A Biblia diz que Deus fez o homem segundo sua imagem e semelhança, mas penso que o homem aqui na terra é quem faz Deus a sua imagem e semelhança. Até para fazer falcatruas o homem molda o caráter do seu Deus segundo as suas fraquezas. Vejo aqui no Brasil uma adoração a um Deus conivente, interesseiro, materialista e assim vai.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Pediu, levou.

  1. nina disse:

    Falei que voltava pra ler, voltei!

    Queria ser uma dessas tua amigas a receber esses teus emails de viagens incríveis como essas, Diacuy! Acho que nunca iria me entediar com eles, porque do jeito que tu escreves, é mt divertido e sério ,ao mesmo tempo. Leva o povo a pensar e isso é bem legal.

    Nossa, foram tantas informacoes que li aqui que agora estou me sentindo perdida e nao sei mais sobre o que comentar. Mt interessante tu falar que a pobreza na Índia é diferente da nossa, brasileira, sabe? Do fato de dizer que pobre no Brasil dá dó e medo ao mesmo tempo, Infelizmente, é bem assim. No Brasil, nossos valores estao totalmente trocados, querida. Uma grande pena!

    Sempre comento com meu marido que gostaria de conhecer a India, mas ele nao tem a menor vontade. Eu tenho essa impressao tbm, que vou sentir mts cheiros e ver mts coloridos, em toda a viagem. Já estive no Egito, a mais incrivel viagem que já fiz na vida. Uma mistura louca de sensacoes, das piores às mais agradáveis, tudo junto, misturadíssimo!. E lá foi o lugar mais distante culturalmente de mim que já estive. Mas acho que a India ainda vai me ver por lá 🙂
    Adorei o relato e claro, me sinto agradecida pelo link.
    Um bj

  2. diacuy disse:

    Linda! Que bom que voltou. Queria viajar bem mais. Mas as crianças crescem e vai ficando mais dificil, eles tem que ir pra escola, não tenho família perto pra deixá-los e cá pra nós, Índia não é um país interessante pra crianças. Eu queria muiito ir ao Egito, mas agora está meio perigoso por lá, e essa mania que esse povo tem de sequestrar turista italiano vou te contar. Por que não sequestram alemães que viajam muiito mais? Acho que os italianos devem ser mais burros rsrsr.
    Devem dar mais pinta de sequestráveis.

  3. Fernanda Sahira disse:

    Guria, vim aqui, agradecer teu comentário no blog e cai dura, me responde o que é o post d eesmaltes e fotografia? BABEI, Que inspiração, perfeito, cada detalhe, adorei mesmo…o que é aquela pia do lado das fotos midá?E a da piscina? Hummm amei mesmo, vc é boa…

    No mais como está?

    Beijokas

    Fernanda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s